R. Rabêlo da Cruz, 99 - São Paulo-SP 11 2243-4450 11 2249-2326

Sistema de Irrigação

Saiba mais sobre Sistema de Irrigação

O paisagismo e a Irrigação para jardins e gramados de condomínios, residências e setor público, sem dúvida é um segmento que ainda tem muito que ser desenvolvido em nosso país, porém já é nítida uma conscientização de várias regiões do valor que o paisagismo traz ao urbanismo, integração humana e turismo.

Temos visto uma crescente conscientização nas cidades em relação à reforma de praças e parques, bem como em novos condomínios residenciais, comerciais e em residências unifamiliares, e para a nossa feliz surpresa, estas obras muitas vezes contemplam também a implantação de um sistema de irrigação.

Tendo em vista a constante demanda de economia de água, é crucial se ter um sistema de irrigação inteligente e eficiente para nessas áreas

Quando se implanta ou se reforma uma praça e/ou parque, um condomínio ou uma residência, temos um acréscimo de qualidade de vida no local. É comum notarmos grandes mudanças nos hábitos das pessoas quando isto ocorre e áreas que onde nem se era utilizado, passa a ser um ponto de convivência e interação entre as pessoas. Belos jardins impressionam e influenciam pessoas de todas as idades.

O Brasil possui a segunda maior praça do mundo, a praça que ornamenta o Palácio dos Girassóis em Palmas – TO, ela só perde para a praça central de Pequim na China. Ambas possuem Irrigação Automática. Também no Brasil temos a honra de ter o primeiro parque público com certificação Acqua que é o similar a certificação LEED para áreas públicas cercadas. Trata-se do Parque Madureira, localizado no estado do Rio de Janeiro.

Nos EUA, na Europa e regiões do Oriente Médio e em outros países, nem mesmo se cogita a implantação de um projeto paisagístico sem um sistema de irrigação automatizado, e em alguns países nem mesmo se permite a implantação de um jardim residencial sem um sistema de irrigação automatizado.

Obviamente, o paisagismo necessita de manutenção, preservação e condições de sobreviver. O elemento crucial para a manutenção da vida dos jardins e gramados é a água, e a melhor maneira de fornecê-la é através de um sistema de irrigação apropriado e bem dimensionado.

Os sistemas de irrigação paisagística, concebidos sob a ótica da sustentabilidade, permitem que as áreas verdes sejam automáticas e adequadamente irrigadas, durante o período necessário, na frequência ideal, proporcionando níveis satisfatórios de umidade e a consequente manutenção dos jardins públicos por meio do uso racional e consciente da água.

Geralmente, a fonte de água é a mesma água potável do abastecimento público. O que não é o ideal, pois estamos utilizando a água mais cara existente, porém muitas vezes é a única solução para viabilizar o sistema.

Onde temos facilidade de obter água subterrânea, a utilização de poços é muito interessante e já vem sendo utilizado em várias cidades.

Águas servidas cinzas e aproveitamento de água de chuva é um grande exemplo do uso inteligente de água mesmo em áreas públicas. Hoje é sem dúvida a melhor forma e mais sustentável de irrigar uma área de paisagismo.

Em todos os aspectos a irrigação manual não é viável economicamente e nem tecnicamente. O que observamos na prática é um enorme desperdício de água e a irrigação é realizada em horários não apropriados e demandam muito tempo de mão de obra.

O sistema automatizado permite um controle preciso da rega por área, tipo de emissores e paisagismo. Por permitir irrigar em horários específicos pode-se programar a irrigação para funcionar em horários alternativos evitando vandalismo e também horários onde temos o menor consumo de água e, consequente, melhor utilização do sistema.